Conheça mais sobre os NEBULIZADORES e suas aplicações

Conheça mais sobre os NEBULIZADORES e suas aplicações

20

Ago

2020

Não é à toa que sempre começamos um texto falando sobre a importância da irrigação para uma plantação. Além de ser o elemento principal para um bom crescimento, garante que a cultura se desenvolva e seja saudável. Claro que tudo isso, consequentemente, se transforma em lucro para o agricultor.

Mas colocar uma irrigação em prática, nem sempre é fácil e certeiro. Por traz de uma grande cultura, deve ter um bom projeto e planejamento. Cada etapa deve ser estudada por profissionais, que irão analisar tudo que interfira – direta ou indiretamente – na produção, como: a topografia, o tipo de solo, as condições climáticas da área, a disponibilidade de água e muitos outros fatores.

Por isso, é importante entender que para cada cultura, necessidade e objetivo terá um método e um sistema adequado. Com tudo isso em prática, é garantido que a água trará muitos benefícios para a sua plantação. A seguir, listamos cinco das principais vantagens de ter uma irrigação bem estruturada, veja:

1. Aumenta a produtividade em até 3x.
2. Reduz perdas na produção.
3. Não haverá encharcamento, nem escassez.
4. Minimiza os riscos causados pelo clima.
5. Melhora a qualidade da plantação.

Além desses, há o benefício econômico. Como dissemos acima, a consequência de uma produção saudável é a garantia de um bom lucro para o agricultor.

Já sabendo da importância de aguar corretamente a sua cultura, iremos te apresentar – brevemente – os métodos e sistemas mais comuns e onde eles podem ser usados. Anota aí:

Aspersores: é aquele famoso modelo que simula uma chuva. Seu uso é muito diversificado. Geralmente utilizado em maiores áreas comerciais, residenciais e agrícolas. Por exemplo: jardins, paisagismos, pomares, estufas, lavouras, pastagens e mais.

Microaspersores: Diferente da aspersão convencional, a microaspersão é o sistema de irrigação que lança gotículas menores de água e promove uma precipitação mais suave na plantação. Seu uso é recomendado para: olericulturas, estufas, hortaliças, viveiros, viticulturas, jardins, etc.

Gotejadores: Este sistema deve liberar água de maneira uniforme e lenta (gota por gota) sobre o solo. Seu uso é indicado para lavouras com característica de plantio em linha, que tenha ciclo rápido, como as fruticulturas. Por exemplo: tomate, morango, melão, cebola, etc. O gotejamento também é indicado para vasos de plantas e muitos tipos de culturas perenes.

Outro sistema bastante utilizado e que daremos um foco maior é o NEBULIZADOR. Ele é bem versátil e por isso permite que a irrigação se ajuste às necessidades dos produtores. Por ser um sistema fixo, não exige grandes mudanças nas tubulações e podem garantir cobertura completa em pequenas e grandes estufas.

Mas enfim, o que consiste a irrigação por NEBULIZAÇÃO?

A nebulização consiste na emissão de microgotas que são pulverizadas no ar formando uma névoa bem leve. Além de ser utilizado como irrigação, os NEBULIZADORES também são indicados para a climatização, auxiliando no controle de temperatura das áreas de cultivo, na manutenção da umidade relativa do ar e na diminuição da temperatura em ambientes zootécnicos. Também é muito indicado para nebulizar defensivos e outros produtos químicos sobre a cultura.

As principais áreas de cultivo sob ambiente protegido que geralmente utilizam os NEBULIZADORES, são:

  • Viveiros
  • Estufas
  • Estábulos
  • Granjas
  • Balcões de verduras
  • Conserva de flores
  • Necessidades específicas, como: enraizamento de estacas, mudas delicadas e/ ou recém plantadas, germinação de sementes leves e muito mais.

Estes produtos devem trabalhar constantemente, sem interrupções e sem agredir o plantio. Tendo essa preocupação, a AGROJET investe em tecnologia de ponta, garantindo que todos os seus produtos durem muito tempo e sejam de fácil manutenção.

Quer obter mais informações? Clique aqui.
Para conferir todos os nossos produtos, clique aqui.